• pedromiguelbrandao

Como Criar um Site - Guia em 7 Passos

Atualizado: 6 de abr.

Checklist deste post :


Grátis

Passo a Passo

Beginner-friendly



O que é um Site?

1. Definir o Objectivo do Site

2. Registar o Domínio do Site

3. Escolher um fornecedor de hospedagem e uma plataforma de criação de site

4. Escolher um CMS

5. Desenhar o site

6. Adicionar Conteúdo

7. Publicar o Website


"Como Criar um Site?"


Esta é uma questão bastante popular entre quem quer criar um negócio online ou apenas demonstrar um portefólio.

Um site ou website é, hoje em dia, e a par das redes sociais, um dos canais mais importantes do E-commerce e marketing digital.


Longe vão os tempos em que era necessário combinar competências como programação (em HTML, PHP, ou outras linguagens), design, administração de servidores e de consolas administrativas, entre outras.

Esse trabalho é agora facilitado e simplificado por um número de plataformas, fornecedores de serviços, e soluções.


Como em tudo, ter um plano de acção vai ser vantajoso ao longo do processo.

Neste extenso post vai encontrar todos os passos necessários para criar um website de raiz.


O que é um Site?


Um site é um conjunto de páginas com conteúdo estático ou dinâmico hospedadas num servidor remoto - ou seja algures na Internet. O conteúdo de cada página inclui texto, imagens, vídeos, links, dados, ou uma combinação dos mesmos.

É acedido através de um browser como o Google Chrome, Mozilla Firefox ou Microsoft Edge.


Além do site e do servidor, outras peças importantes do puzzle são o domínio e o sistema de gestão de conteúdo.


1. Definir o Objectivo do Site


Um site funciona como uma montra para o mundo de uma empresa, de um negócio, de produtos, de um consultor freelancer, etc...a visibilidade potencialmente alcançável é enorme.


Ter um site coloca um negócio nas opções de ofertas de produtos e serviços de biliões de pessoas, assim como apresenta e estabelece uma relação com os clientes. É uma das pedras basilares do sucesso de um negócio.


No entanto, o site deve ter um objectivo e mensagem claras, ou os seus visitantes não pensarão duas vezes em voltar.


Existem diferentes tipos de website, com diferentes objectivos. Uma lista não extensiva inclui por exemplo :

  • Site Institucional

  • Blog

  • Loja E-commerce

  • Educacional

  • Notícias

  • Portfolios


Estes são exemplos de questões a que terá de responder para definir o objectivo do site :


- Que tipo de site quer criar? Um site genérico ou um site de E-commerce?

- Quem é o seu público alvo?

- Que conteúdo o público alvo espera encontrar no site?

- O site irá ter um blog?

- Como organizar as páginas e menus do site?


Assim que definirmos o tipo e objectivo do nosso site, será mais fácil escolher os diferentes componentes que iremos usar para o construir.


2. Registar o Domínio do Site


Este passo é opcional, mas recomendado.


A maior parte das plataformas de E-commerce e dos fornecedores de hosting oferece um domínio e respectivo endereço, seja na free tier (plano grátis), seja nos pacotes mais baratos. O problema consiste no facto de o endereço normalmente ter um formato similar a accountname.wixsite.com/siteaddress, que por várias razões não é ideal para um negócio que queira vingar no mundo online. O ideal é escolher um domínio registado especificamente para a sua marca, empresa ou negócio.


Clique no link abaixo para ler o primeiro post deste blog, um Guia Grátis e Passo a Passo sobre Como Registar um Domínio.


https://www.ecommpt.com/post/como-registar-um-dom%C3%ADnio


3. Escolher um fornecedor de hospedagem e uma plataforma de criação de site


Uma vez definido o objectivo do site, o passo seguinte deve ser o foco na análise e decisão sobre que serviço será usado para o hospedar, dentro da tecnologia existente e opções disponíveis no mercado. Este serviço irá efectuar a ligação entre o seu site e a Internet, onde estará acessível para os utilizadores e clientes, e deverá ser fiável, rápido e oferecer uma experiência de navegação e compra agradável e sem falhas.


A grande maioria dos fornecedores de hospedagem disponibiliza três planos diferentes :

- hospedagem partilhada

- hospedagem dedicada

- hospedagem na nuvem


O plano de hospedagem partilhada tem um preço mais acessível, enquanto que os outros dois planos são mais dispendiosos, mas incluem mais funcionalidades e uma performance e desempenho superior, sendo mais indicados para grandes empresas e sites com muito tráfego diário e um grande número de visitas.


O registo do domínio do novo site pode ser feito após a compra do pacote/plano de hospedagem.


Recomendamos a utilização de um destes serviços de hospedagem :

https://www.bluehost.com/

https://www.hostgator.com/

https://godaddy.com/

https://www.greengeeks.com/

https://www.inmotionhosting.com/


De seguida, é necessário escolher também que plataforma irá usar para desenvolver o seu site.


Na tabela abaixo efectuamos uma comparação entre os diferentes tipos de plataformas de criação de sites, cada um com vantagens, desvantagens, e indicados para diferentes propósitos.




Todos incluem hospedagem do site e funcionalidades e ferramentas como website builder, website templates, gestão de domínio, ferramentas SEO, email, blogging, e suporte para E-commerce, seja nos pacotes base, ou através de plugins pagos ou grátis. A assistência técnica por email, telefone e chat faz também parte dos planos, assim como extensa documentação.


4. Escolher um CMS


Aqui coloca-se a questão : o que é um CMS?

CMS - ou Content Management System - é um software usado para gerir a criação, modificação e manutenção de conteúdo digital, neste caso do nosso site ou solução de E-commerce.


O CMS com maior adopção actualmente é o WordPress, com cerca de 40% dos sites a serem criados usando esta plataforma. Seguem-se o Wix, Shopify, Joomla, entre outros.

(Atenção! Apesar de termos inserido por exemplo o Shopify e o Wix em diferentes categorias na tabela anterior, estas duas soluções também podem ser categorizadas como CMSs, não sendo no entanto CMSs puros).


Podemos portanto, dentro das soluções com maior quota de mercado, definir duas categorias principais de CMS :


- WordPress : software grátis e open source, ou seja, de código livre e sem custos.

- Todos as restantes ofertas : soluções proprietárias com os seus próprios editores de website, de código fechado e geralmente um pouco mais dispendiosas ou com custos adicionais.


As restantes opções, em alguns casos, também oferecem WordPress, como por exemplo o Bluehost.


Para a maior parte dos casos, recomendamos o uso de WordPress ou Wix.

Na maior parte dos casos, WordPress acaba mesmo por ser a escolha final, juntamente com o Bluehost como fornecedor de hospedagem.


As principais vantagens do WordPress são :


- É grátis;

- É extremamente personalizável e user-friendly;

- Os sites são automaticamente compatíveis com dispositivos móveis como smartphones e tablets.

- Existe uma comunidade numerosa disponível em caso necessário, e extensa documentação.


5. Desenhar o site


"Desenhar o site? Como assim? Preciso de o desenhar com uma caneta ou lápis, ou no computador?"


Este é um dos casos em que as traduções literais não facilitam, pois a palavra design em Inglês tem uma abrangência muito maior em termos de significado do que em Português.

Esta fase consiste em planear, projectar, designar e escolher todo o aspecto do site, a sua estrutura e cores.


Os dois passos principais nesta fase são :


Escolher um tema

O tema é um padrão de desenho de site, um conjunto de componentes web, cores e sistema de menus já pre-definidos que determinam a estrutura e aparência que um site deve ter. Pode ser usado inicialmente na criação de um site, e de seguida alterado de acordo com as preferências do responsável pela criação do mesmo.


Por exemplo, um tema pode conter a definição do seguinte site com características básicas :


- Página Inicial

- Página de Produtos

- Página de Serviços

- Página de Clientes / Portfólio

- Página "Sobre Nós"

- Formulário de Contacto

- Menu de Navegação padrão com links para as páginas acima

- Definição de tipo e tamanho de letra, e cor, para cada uma das secções e páginas


Durante a escolha do tema poderá pré-visualizar o tema e ler mais sobre as características do mesmo.

Tanto o WordPress como as restantes soluções e plataformas de hospedagem disponibilizam inúmeros e variados temas grátis e pagos (Premium).


Ao escolher o tema, este será instalado no servidor, e poderá começar a efectuar alterações e a personalizar o site de acordo com as suas necessidades e visão.


Organizar as páginas e o Sistema de Menus

Na maior parte das situações, as páginas previamente definidas no tema instalado não estão 100% alinhadas com a informação que pretendemos apresentar.

Um site deve ser organizado como uma biblioteca. Não necessariamente por ordem alfabética, mas por secções e sub-secções.


Esta estrutura será cada vez mais importante à medida que novas páginas e mais informação são adicionadas ao seu site. Esta deve fazer sentido para os visitantes, e a navegação deve ser simples e intuitiva.


A imagem abaixo contém uma estrutura que, com algumas variantes, é visível na grande maioria dos sites hoje em dia :




Sugerimos a utilização de papel e caneta, ou um programa de edição de diagramas (Powerpoint, https://www.canva.com/), para desenhar a estrutura básica de navegação do site.


É um processo bastantes simples, e resulta na definição do mapa do site, um dos elementos mais importantes do processo inteiro!


6. Adicionar Conteúdo


Já faltou mais! O site já tem um objectivo, um tema e uma estrutura. O conteúdo é o próximo dos pré-requisitos básicos.


Esta é uma das fases mais interessantes e também importantes da construção do seu site - a criação de conteúdo!


Você ou a sua equipa decidem que conteúdo incluir no seu site.

Esse conteúdo irá variar dependendo do seu negócio, dos seus objectivos, e de que informação será mais útil para os visitantes.

Conteúdo visual tal como fotos, vídeos e animações também é extremamente importante.


Existem vários tipos de conteúdo :

- Informação sobre a empresa

- Informação sobre o negócio

- Informação sobre os produtos vendidos pela empresa

- Informação sobre os serviços prestados pela empresa

- Imagens

- Vídeos

- Posts de blog


Mãos à obra!

Após a criação do conteúdo, apenas tem de aceder ao editor do WordPress ou de outra plataforma, e começar a adicionar páginas e conteúdo ás mesmas.


7. Publicar o Website


Quando o seu site estiver desenhado, organizado, com todo o conteúdo adicionado e pronto para ser exposto ao mundo da Internet é então altura de o publicar, para que os utilizadores da Internet o possam aceder.


Caso não tenha adquirido um domínio, o serviço de hospedagem ao publicar o site vai associá-lo a um endereço web que geralmente contém também o nome do próprio serviço, como por exemplo : accountname.wixsite.com/siteaddress

No meu caso, seria algo como ecommpt.wixsite.com/ecommpt.


Se utilizar um serviço que já inclua o domínio grátis, ou se comprar um domínio e o associar ao novo site, o processo de publicação é geralmente bastante simples e intuitivo, bastando não mais do que um par de cliques no editor do site :



E já está - qualquer pessoa pode agora aceder ao seu site!

Não se esqueça de partilhar o seu novo site com os seus amigos, conhecidos, nas suas redes sociais ou do seu negócio, em outros sites, em comunidades, fóruns, etc. Assim aumentará o número de visitantes, e por consequência, clientes para o seu negócio ou empresa.


No próximo post iremos partilhar várias dicas sobre como ter um site de sucesso.


Estamos disponíveis para responder a quaisquer questões adicionais via email : ecommptgeral@gmail.com


 

Se este artigo foi útil, não se esqueça de o partilhar.


Obrigado,

Pedro







16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo